fbpx
Av. Pasteur nº 233, 1º andar, Parque Anhanguera, Goiânia CEP: 74340-570
(62) 3996.9600
sac@syncode.com.br

COMO VOCÊ PROMOVE SUA LOJA?

COMO VOCÊ PROMOVE SUA LOJA?

COMO VOCÊ PROMOVE SUA LOJA?

Você sabe como apareceram a “quarta extra” ou a “terça maluca” nos supermercados?

Essas datas foram criadas quando as lojas começaram a medir seu faturamento e seu público, diariamente, para conhecer os dias fracos e quentes da semana.

Depois disso, foi só inventar alguma promoção para atrair gente para os dias mais fracos. Depois de umas boas tentativas, esses dias se transformaram em “quentes”, em termos de vendas. O lojista, incluindo o empreendedor de farmácia, deve se acostumar a anotar diariamente, mensalmente ou quinzenalmente o faturamento, o ticket médio e a quantidade aproximada de pessoas que entram em sua loja.

Depois, observar quais os períodos mais fortes e mais fracos de venda – e então tentar desvendar o porquê. E então fazer um calendário anual para trazer mais público nos períodos fracos e manter-se “por cima” nos melhores períodos.

Vamos tirar algumas dúvidas sobre o tema levantadas pelos leitores?

1- Como mantenho um calendário promocional?

Um calendário é resultado de um bom planejamento das ações de promoção, merchandising e propaganda feitas pela loja durante o ano. Planejar o que se pretende fazer é muito importante para a saúde promocional da loja.

Precisamos ter os números controlados, tanto de previsões pretendidas como de resultados obtidos em cada ação. Só assim saberemos se elas valem a pena – ou não. Quem não tem o controle de seu calendário e dos resultados de suas ações está, geralmente, dando chutes no ar.

2- A quais fatores devemos estar atentos para planejar as datas sazonais?

As datas comemorativas chamam a atenção dos consumidores mais facilmente, pois elas já estão em nosso calendário tradicional. Quando não se faz nada, passamos em branco e deixamos os concorrentes aparecerem mais do que nós. É importante participar do que já está na expectativa da população circulante em nossa loja – como Dia das Mães ou Dia das Crianças. Outra coisa é criar datas da loja quando não se espera. Por exemplo: aniversário da loja, liquidação-relâmpago, quinzena de ofertas, etc..

3- Com quanta antecedência deve-se começar a fazer as mudanças no estabelecimento para as datas mais importantes do ano (Férias, Páscoa, Natal, etc.)?

Veja o exemplo dos ovos de Páscoa. Começamos a comê-los no Carnaval. Sempre que uma data se aproxima, deveremos estar adiantados pelo menos um mês para obter um bom retorno no período. Enfeitar uma loja a apenas duas semanas do Dia das Mães é mostrar que se está atrasado.

4- Quais os erros mais comuns praticados no varejo farma dentro do calendário promocional?

O maior deles é não fazer nada nas férias. As férias existem apenas para alguns afortunados que desaparecem da cidade, mas a maioria da população continua trabalhando e “desejando” que estivesse em férias.  Aí essa parcela da população vai fazer suas “feriazinhas” dentro das lojas – e não encontra nada divertido e diferente para consumir e satisfazer sua vontade reprimida. Então cada loja tem que inventar algo legal para o verão ou inverno e, para isso, pedir dicas para os fornecedores.

5- Quais as dicas básicas para o varejista com pouco orçamento obter um lucro mínimo com um calendário promocional?

A – Planejar com antecedência e com pessoal disponível exclusivamente para a ação.

B – Fazer apenas o que sua verba permitir, mas não dar brindes ruins – como alguns que as pessoas nem querem receber.

C- Informe o seu consumidor sobre o que ele realmente vai ganhar. Não enrole com frases do tipo “Compre e ganhe uma surpresa”. Você pode frustrar o ganhador que tinha uma ideia de “surpresa” diferente.

D- Aproveite para fazer um cadastro rápido dos participantes, com um cupom contendo espaço apenas para nome, e-mail, telefone e CEP, a fim de se localizar a região dele.

E- Não complique a ação com mecânicas que afastam os participantes. Seja o mais simples possível.

F- Uma promoção longa deve durar apenas três meses, depois disso vai cair no lugar comum. O ideal são promoções mensais de categorias diferentes de produtos.

G- Peça para algum fornecedor ajuda-lo na promoção.

H- Faça uma boa comunicação de sua promoção – ou ela passará despercebida.

6- Qual a importância do fornecedor (indústria e atacadista/distribuidor) para o planejamento do varejista?

Os varejistas devem pedir a ajuda dos fornecedores – incluindo laboratórios – para empreender ações promocionais. Eles têm pessoal, agência de publicidade e recursos para colaborar. E essa intenção promocional promove a loja até para os fornecedores que veem nisso um bom momento para investir. Não cobre por espaços, faça uma parceria onde os dois ganham.

8- Quais os tipos de promoções mais comuns?

  • 1- Compre isso e leve aquilo.
  • 2- Leve 3 e pague 2.
  • 3- Oferta de preço – só esta semana, ou só hoje.
  • 4- Quinzena disso ou daquilo (anunciadas uma semana antes)
  • 5- Preço promocional até o fim do estoque!
  • 6- Lançamentos de produtos

Uma boa dica é observar seus concorrentes mais próximos (aqueles que podem afetar seu movimento) e controlar o calendário promocional deles também.

Essa “pesquisa” é uma ação normal, mas, por favor, só copie as coisas boas e principalmente aquelas que você tem certeza de que realmente deram certo.

Existem muitos varejistas que copiam por copiar, sem sequer conferir os resultados de retorno dos outros. Se você não tiver certeza, não copie, seja original.

Quando se entende a promoção na primeira olhada e se compreende que há benefício na compra, o consumidor participa imediatamente da ação.

Seja honesto com o consumidor, pois ele ficará fiel à sua loja para sempre.

Regina Blessa/ Palestrante e Consultora Especialista em Varejo.

FONTE: ABCFARMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *