fbpx
Av. Pasteur nº 233, 1º andar, Parque Anhanguera, Goiânia CEP: 74340-570
(62) 3996.9600
sac@syncode.com.br

9 dicas para uma gestão financeira com eficiência

9 dicas para uma gestão financeira com eficiência

A gestão financeira da farmácia é fundamental para manter a drogaria em condições de enfrentar todos os desafios do mercado. Saber fazer a boa gestão financeira da farmácia é muito importante para o sucesso do negócio. Esse departamento é responsável pelo equilíbrio de todas as outras áreas da empresa.

O proprietário não precisa de uma formação específica em gestão financeira. Porém é importante conhecer um pouco sobre o assunto e saber aplicar os conceitos básicos para tornar os processos mais práticos e menos complicados.

Ter um planejamento estratégico

O começo de uma boa gestão financeira da farmácia é saber quais são as metas e objetivos financeiros da empresa. Ter um planejamento estratégico ajuda a analisar como está a empresa hoje, identificar falhas e implantar melhorias.

Administrar com análise de indicadores melhora a gestão da farmácia

O planejamento precisa ser baseado em dados da empresa. Por isso é fundamental registrar todas as informações da drogaria para compreender a situação financeira atual, incluindo dívidas, projeções de lucros etc.

Automatizar a gestão financeira

O uso de um software para a gestão financeira da farmácia é uma opção para auxiliar no processo de registro de dados. Além disso, disponibiliza outras funcionalidades importantes para controlar as contas da drogaria.

Ao utilizar um sistema integrado de gestão financeira, os proprietários conseguem verificar todo o fluxo de caixa, estoque e compra de produtos. Muitos empresários de farmácia ainda usam planilhas e controles manuais. Essas ferramentas não são recomendáveis, pois são bastante passíveis de erros, que podem prejudicar os cálculos.

Acompanhar o fluxo de caixa

Uma boa gestão financeira passa pelo cuidado com o fluxo de caixa da empresa. Acompanhar as entradas e saídas do caixa é fundamental para conhecer os verdadeiros lucros da farmácia. Para fazer a análise do fluxo de caixa da farmácia é preciso acompanhar as diferentes formas de pagamento, as datas, os pagamentos realizados, as despesas variáveis ou fixas, entre outros registros que influenciam na movimentação de dinheiro da empresa.

Fazer o controle de estoque

A falta de controle de estoque pode influenciar negativamente a gestão financeira da farmácia. O excesso de produtos estocados sem giro significa dinheiro parado e, consequentemente, menor fluxo de caixa e menos capital disponível.

Por outro lado, ter um estoque muito baixo também pode ser um problema. A falta de itens para reposição nas prateleiras pode prejudicar o atendimento aos clientes, que buscam um produto e não encontram para comprar. A ruptura de estoque é um grande problema para a drogaria.

Organização é a chave para a boa gestão de estoque da farmácia

Para evitar problemas na gestão financeira da farmácia é fundamental controlar o estoque, registrando todos os produtos, assim como as entradas e saídas. Ao ter o controle de estoque é possível identificar mais facilmente qual produto está obtendo alto giro, qual o momento ideal para fazer promoções, entre outras opções.

Dessa forma, pode-se planejar melhor a quantidade de itens para garantir um estoque suficiente, sem desperdício. Controlar o estoque faz parte das atividades de uma boa gestão financeira da farmácia.

Separar finanças empresariais e pessoais

Quando o assunto é gestão financeira da farmácia é comum que os proprietários não separem finanças empresariais e pessoais. Seja por falta de conhecimento ou de atenção, acabam realizando pagamentos ou retiradas de dinheiro do caixa sem fazer o controle necessário dos registros.

Para garantir uma boa gestão financeira da farmácia é fundamental separar finanças empresariais e pessoais. Ter contas bancárias separadas e utilizar apenas o valor do pró-labore para uso pessoal são formas de controlar as contas sem causar prejuízos ao negócio.

É importante ter em mente que não separar finanças empresariais e pessoais pode comprometer o fluxo de caixa e os lucros da farmácia.

Usar a tecnologia para gestão

Uma boa gestão financeira da farmácia só pode ocorrer se o proprietário tem um bom controle do fluxo de caixa, das cobranças e do estoque. Fazer todos os registros manualmente pode levar muito tempo e ocorrer erros de cálculo que podem causar prejuízos.

Sistemas gerenciais ajudam na gestão da farmácia

Usar a tecnologia facilita a gestão financeira da farmácia, pois existem muitos softwares no mercado específicos para esse tipo de negócio. Usar a tecnologia auxilia em vários processos e torna as atividades administrativas da farmácia mais práticas e eficazes.

Conhecer todos os custos

Para realizar uma boa gestão financeira da farmácia é imprescindível que os proprietários tenham profundo conhecimento de todos os custos de operação.

Com todos os dados em mãos, o proprietário pode saber com mais exatidão quanto a drogaria precisa vender para garantir seus lucros. É o famoso ponto de equilíbrio. Ter isso é mente é muito importante para o empresário saber que tem um negócio rentável.

Qual a diferença entre despesas fixas e variáveis na farmácia?

Conhecer todos os custos da drogaria ajuda a acompanhar qualquer oscilação de valores. Ao verificar possíveis baixas mais rapidamente, é possível realizar intervenções corretivas e manter a boa gestão financeira da farmácia.

Conferir as vendas com cartão

Uma boa gestão financeira da farmácia também passa pelo controle dos recebimentos das vendas feitas com cartão de crédito. Atualmente, é comum muitos estabelecimentos receberem as compras com cartões de débito e crédito.

Fazer a conciliação frequente entre os valores enviados pela operadora e o que efetivamente entrou na conta é fundamental para garantir o controle do fluxo de caixa. Podem ocorrer problemas de conexão ou de lançamentos e algumas vendas aprovadas nas maquinetas não serem creditadas na conta bancária.

O grande volume de vendas feitas por cartão de crédito torna o controle complexo. Qualquer erro precisa ser corrigido o mais rápido possível para não comprometer a gestão financeira da farmácia.

Monitorar as taxas

Muitas operadoras e instituições bancárias cobram taxas para uso dos serviços. Uma boa gestão financeira requer o cuidado para escolher sempre as melhores tarifas e aumentar o faturamento mensal.

Monitorar as taxas cobradas ajuda na verificação de possíveis cobranças indevidas ou em desacordo com o que foi contratado pela farmácia. Ao final de cada período de apuração dos resultados, pequenos valores cobrados indevidamente podem gerar grandes prejuízos para a gestão financeira da farmácia.

Para desenvolver a gestão financeira da farmácia com eficiência é preciso ter conhecimento de todos os setores da empresa. Se o gestor tem alguma dificuldade, deve buscar se atualizar na área para garantir as melhores condições para o crescimento do negócio.

Fonte: Farmarcas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *