Av. Pasteur nº 233, 1º andar, Parque Anhanguera, Goiânia CEP: 74340-570
(62) 3996.9600
sac@syncode.com.br

O ramo da farmácia e o potencial das drogarias

O ramo da farmácia e o potencial das drogarias

O ramo da farmácia e o potencial das drogarias

A farmácia aumenta seu faturamento com a venda de produtos de beleza e bem estar e com a prestação de serviços.

 

Farmácia é um estabelecimento de manipulação de fórmulas magistrais e oficinais, de comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos, compreendendo o de dispensação e o de atendimento privativo de unidade hospitalar ou de qualquer outra equivalente de assistência médica.

A farmácia poderá vender tanto para consumidores finais, como para empresas ou estabelecimentos da área de saúde.

Para se inserir no segmento de comércio varejista de produtos farmacêuticos, artigos médicos e ortopédicos, de perfumaria e cosméticos, o empreendedor deverá oferecer um mix de produtos de boa qualidade e com preços atrativos.

Hoje em dia, uma farmácia não se limita apenas ao comércio de medicamentos e adiciona uma infinidade de outros produtos e serviços que promovem a melhoria da qualidade de vida e do bem-estar de seus clientes.

O que é preciso?

Para montar uma farmácia, serão necessários alguns móveis e equipamentos como balcões para atendimento, gôndolas, balcão caixa, emissor de cupom fiscal, testeiras para gôndolas, prateleiras, balança digital, computadores, fax, telefones, ar condicionado, mesa, cadeira, armário, entre outros materiais e equipamentos hospitalares em geral.

Também deverá ser adquirido um software de gestão para o efetivo controle do empreendimento.

Para que sejam realizadas as entregas em domicílios próximos ao estabelecimento comercial, será necessária a terceirização desse serviço ou a contratação de um profissional para atender as demandas.

Ao decidir por abrir uma farmácia, o empreendedor deverá fazer uma análise do mercado existente na região, levando-se em conta o espaço oferecido pela concorrência, que consiste em brechas de demanda não atendida pelas empresas que estão no mercado.

E é importante frisar que, de acordo com as regras da Anvisa, para oferecer certos serviços é obrigatório que o estabelecimento conte com um farmacêutico responsável.

Os medicamentos são oferecidos como produto principal numa farmácia, devendo o empreendedor disponibilizar uma linha completa deles, o que compreende medicamentos de referência ou de marca, medicamentos genéricos ou bioequivalentes e medicamentos similares.

O investimento em mercadorias da linha de bem-estar, qualidade de vida, e de beleza e cuidados pessoais são essenciais para o aumento do faturamento neste negócio, pois as pessoas que entram numa farmácia em busca de um medicamento específico, quase sempre saem levando algum outro produto destas seções.

O empreendedor poderá também disponibilizar serviços adicionais, como: aplicação de injeções, telemarketing, entregas em domicílio, espaços para informações aos clientes com especialistas, entre outros, sempre atentando para as regras da agência reguladora.

Deve-se buscar atingir aquelas pessoas que residem nas proximidades do estabelecimento comercial a ser instalado, e outras que estejam insatisfeitas com a atuação das farmácias existentes.

Necessariamente, o cliente deste tipo de estabelecimento espera encontrar atitudes e elementos condicionantes à sua fidelização ao empreendimento e, consequentemente, do sucesso do negócio, que são: a higiene, organização e atratividade do estabelecimento; a qualidade e variedade de produtos e serviços, preços módicos e acessíveis, a simpatia dos funcionários e proprietários e a boa qualidade do atendimento.

Para conhecer na íntegra a Resolução RDC 44/09 sobre a regulação de farmácias e drogarias acesse o site.

 

Fonte: SEBRAE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *